ERIC LEITE
MINHAS PROFUNDAS CONFISSÕES
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos PerfilPerfil ContatoContato


UM LUGAR VAZIO

Eu me deparei com uma natureza hostil e ao mesmo tempo redutiva
desde quando vi que estava cheio de miragens e o meu vazio se tornou algo real
vi meu interior como um abismo,como um poço e me lançar dentro dele era a minha única alternativa
eu precisava descobrir o que havia lá no fundo o que eu encontraria na página final

E mergulhando nas minhas profundezas não encontrei 'nada' tudo tão vago e frio
nada de especial apesar de todos os momentos que eu vivi e pessoas especiais que eu conheci
nada que valesse a pena levar de volta para a superfície,eu estava vazio
mergulhado no meu mundo lamacento cheio de romances que eu mesmo destrui e amizades das quais me esqueci

Uma só alma,mas com uma natureza dividida em várias classes
por isso nunca consegui aprender ou absorver nada integralmente escrevendo inícios felizes,mas com finais trágicos
sempre achei que pra me dar bem precisava viver com várias faces
levando romances e amizades como contratos,tempo pra começar e acabar como se fossem cubos mágicos

Adentrando meu interior eu vi minha alma congelada sentada em um banco
no meio do 'nada' e esperando alguém que á libertasse daquele nada acabou congelada pelo seu próprio frio
e sentando ao seu lado comecei a refletir não em todo aquele espaço em branco
mas nas coisas boas que eu joguei fora e destrui pra ter chegado em tão grande vazio!
Eric Leite
Enviado por Eric Leite em 09/12/2018
Alterado em 09/12/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários