ERIC LEITE
MINHAS PROFUNDAS CONFISSÕES
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos PerfilPerfil ContatoContato

COMO SE FOSSE A ÚLTIMA VEZ

Ás vezes quando estou sozinho 'como agora' e escasso é o riso
a realidade me visita e vem me despir da minha insensatez
então eu pego a foto da minha familia e começo a olhar cada rosto e sorriso
como se tivesse os vendo pela última vez

Percebo o quanto sou abençoado pra sempre achar que tem algo me faltando
enxergo o quando é grandioso o tesouro que tanto defamo
então vejo que devia perder menos tempo gritando e com tudo me incomodando
e viver cada dia como se fosse o último dizendo que os amo

Ás vezes brigo com minha mãe por querer morar sozinho e ter mais liberdade
mas não há lugar no mundo que tenha o conforto que só um abraço de mãe tem
ás vezes eu grito com minhas irmãs por invadirem a minha privacidade
mas nunca paro pra pensar que tudo não passa de uma maneira de zelar pelo meu bem

De repente cai a fixa e você é torturado pelo peso das suas palavras e reações vãs
tanto tempo perdido com coisas fúteis e com tanta estupidez
então chegando em casa corro para os braços da minha mãe e abraço minhas irmãs
como se fosse pela a última vez!


 
Eric Leite
Enviado por Eric Leite em 16/09/2018
Alterado em 16/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários