ERIC LEITE
PALAVRAS DA ALMA DESPIDAS EM VERSOS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil ContatoContato


METAMORFOSE
Eric leite

Eu parei no fim, na verdade meu tempo foi interrompido e barrado
paralisei meu destino fazendo de mim minha própria marionete
estou aprisionado dentro de um casulo congelado
uma espessa barreira de gelo que ás vezes parece que estou tentando romper com um canivete


Eu sempre esperei pela minha transformação
pelo dia em que minhas fraquezas de lagarta chegariam ao fim
mas algo deu errado quando a metamorfose chegou em meu coração
e vi que ganhar ou não asas era uma decisão que não dependia apenas de mim


Me deparei com sentimentos e momentos que teria que deixar para trás
quando isso aconteceu a vida congelou minha evolução para que eu pudesse refletir
então peguei sonhos como balões coloridos e os enchi com gás
sorri enquanto subiam,mas com a dúvida que poderia precisar deles para sorrir


Como voar se ainda mal aprendi superar a força dos meus próprios ventos?
e sei que não preciso de um par de asas para tocar minha imensidão
ainda estou preso á sentimentos, como voar com o peso de tantos pensamentos?
 e ensinei muito mesmo não passando de um inseto que se rasteja pelo chão!


Minhas reflexões agora acendem como luzes e ardem como brasas
para que tanta pressa de evoluir já que a transformação ás vezes não passa de uma abiose?
chegando ao fim vou continuar sendo um inseto o que vai me diferenciar será um 'par de asas'
é algo tão simples que não sei se vai valer a dor que estou passando nessa metamorfose!



 
Eric Leite (Dreamy Butterfly)
Enviado por Eric Leite (Dreamy Butterfly) em 10/05/2018
Alterado em 10/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários